Opinião: Dirigentes comentam sobre as assembleias da Campanha Salarial

0
260

“Na próxima segunda-feira, dia 16, faremos uma grande assembleia na sede da FEQUIMFAR, para fazer um balanço das assembleias realizadas pelos Sindicatos filiados. Se aprovada, a Pauta de Revindicações será entregue ao setor patronal representado pelo Grupo CEAG 10 da FIESP. Nesta semana, participamos de assembleias com os trabalhadores em Marília e destacamos a importância da participação efetiva da categoria junto ao Sindicato para manter direitos e alcançar novas conquistas.” Sergio Luiz Leite, presidente da FEQUIMFAR e 1º secretário da Força Sindical

“Nas atividades que o Sindicato dos Químicos de Rio Claro fez nas fábricas, nas conversas informais e nas assembleias, observamos que o clima é de preocupação diante da crise econômica e perdas de postos de trabalho. Os trabalhadores estão críticos ao Sindicato, mas não na intensidade de alguns meses atrás. Eles se mostram preocupados e já começaram compreender que pode haver possíveis perdas salariais e benefícios no caso de não haver uma estrutura sindical forte para representa-los. Há uma maior receptividade para troca de opiniões.” Francisco Quintino, presidente do Sindicato dos Químicos de Rio Claro

“Na região de Bauru, as assembleias desta Campanha Salarial correram bem. A participação da categoria foi maior do que o esperado, demonstrando a preocupação dos trabalhadores com o momento em que estamos vivendo.” Edson Dias Bicalho, presidente do Sindicato dos Químicos de Bauru e secretário geral da FEQUIMFAR

“A classe trabalhadora tem enfrentado uma série de desafios, mas estamos dispostos para seguir em frente na luta pelos nossos direitos. Não vamos medir esforços nas negociações para que nossas reivindicações sejam atendidas.” Maurílio Pereira Alvim, presidente do Sindicato dos Químicos de Marília

 

“O momento pede participação e mobilização dos trabalhadores para que o Sindicato esteja fortalecido para ir ao debate junto ao grupo patronal e buscar avanços via negociação coletiva.” Antonio Silvan Oliveira, presidente do Sindicato dos Químicos de Guarulhos e da CNTQ

 

“Lutamos pela manutenção das conquistas em Convenção Coletiva e temos conversado com a categoria e esclarecendo que os resultados só serão positivos se houver participação dos trabalhadores. Os desafios estão cada vez maiores, porém com unidade, perseverança e foco, vamos alcançar mais conquistas.” Jurandir Pedro de Souza, presidente do Sindicato dos Químicos de Itapetininga e diretor financeiro da FEQUIMFAR

“O momento que o país atravessa é bastante difícil, então, os trabalhadores se preocupam com a ameaça do desemprego. Nas assembleias que realizamos, apesar das dificuldades, focamos na luta para fortalecer a Campanha Salarial e buscar mais direitos e conquistas em Convenção Coletiva.” Fabrício Cangussu, presidente do Sindicato dos Químicos de Americana

“Em Presidente Prudente e Região, os trabalhadores aprovaram a Pré-Pauta de Reivindicações e aguardam ansiosos as próximas etapas da Campanha Salarial.” Milton Sobral, presidente do Sindicato dos Químicos de Presidente Prudente

 

“Em todas as assembleias, estamos falando da importância das negociações coletivas, junto à FEQUIMFAR e Sindicatos filiados, para a manutenção da Convenção Coletiva de Trabalho. E destacamos que o apoio dos trabalhadores fortalece a luta e a conquista de mais direitos para a categoria.” Raildo Vieira, presidente do Sindicato dos Químicos de Salto

“Em nossos encontros com os trabalhadores, temos encontrado companheiros dispostos a lutar junto ao Sindicato por melhorias nas relações de trabalho, mas ainda nos deparamos com aqueles que não visualizaram o cenário turbulento pelo qual estamos passando. De qualquer forma, seguimos na luta, para fortalecer o movimento sindical e resistir às investidas contra a classe trabalhadora.” Valdeci Marques, presidente do Sindicato dos Químicos de Itatiba

“Comparado com os dois últimos anos, temos percebido que os trabalhadores parecem estar um pouco mais conscientes da realidade que estamos vivendo. Além das assembleias, também temos nos comunicado com os trabalhadores pelas redes sociais, informando os direitos em Convenção Coletiva e atualizando sobre os debates nacionais. Acreditamos numa boa negociação e que possamos conquistar bons reajustes salariais e na PLR, trazendo bons resultados para a categoria.” Ricardo Fernandes, presidente do Sindicato dos Químicos de Cosmópolis

Deixe uma resposta