Scaboli participa do lançamento das oficinas de Formação em Saúde dos Trabalhadores e Trabalhadoras

0
62

Projeto é desenvolvido em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e o Departamento Intersindical de Estudos e Pesquisas de Saúde e dos Ambientes de Trabalho (Diesat)

O Conselho Nacional de Saúde (CNS) e o Departamento Intersindical de Estudos e Pesquisas de Saúde e dos Ambientes de Trabalho (Diesat) realizaram hoje o lançamento das oficinas de formação do projeto Multiplicadores do Controle Social em Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora. O evento está disponível no Youtube.

A atividade teve a participação do presidente do Conselho Nacional de Saúde (CNS), Fernando Pigatto, do coordenador do projeto e representante do Diesat, Eduardo Bonfim da Silva, da representante da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) Monica Padilha,  da Coordenação Geral de Saúde do Trabalhador (CGST) Cesar P. Jacoby e dos conselheiros nacionais de Saúde João Scaboli e Ruth Guilherme, que coordenam a Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora (Cistt) do CNS. A mediação será de Lucas Vasconcellos.

As oficinas são voltadas para conselheiros de saúde, usuários e trabalhadores do SUS, integrantes das Cistt municipais, estaduais e nacional, trabalhadores do campo do direito do trabalho, dirigentes sindicais e acadêmicos. Para participar é necessário preencher o formulário online.

Serão oferecidas 38 oficinas, de forma remota ou híbrida, a partir do dia 15 de junho, no período da manhã ou tarde, divididas em três eixos, sendo: Eixo 1 – O Trabalho e os Impactos à Saúde da Classe Trabalhadora; Eixo 2 – Políticas Públicas no Campo da Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora; Eixo 3 – O Controle Social no SUS e na Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora.

Confira o calendário das oficinas de formação

A iniciativa faz parte do projeto Articulação e Qualificação do Controle Social em Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, que ocorre desde 2018, com objetivo de manter a educação permanente em saúde dos trabalhadores e trabalhadoras. O projeto é realizado em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

A formação completa inclui oficinas de mobilização, que já foram realizadas em todos os estados brasileiros.

Fonte: SUS Conecta.

 

Deixe uma resposta