Seminário de Negociação Coletiva dos Químicos da Força discute reivindicações da categoria

0
238

Campanha Salarial e Social dos mais de 130 mil trabalhadores químicos/plástico do estado de São Paulo começa nesta semana

No dia 8 agosto, dirigentes da FEQUIMFAR (Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacêuticas do Estado de São Paulo) e Sindicatos filiados estarão reunidos em Seminário de Negociação Coletiva do setor industrial químico e plástico, na Colônia de Férias dos Químicos, em Praia Grande SP.

Na oportunidade, serão realizadas palestras e debates sobre o cenário econômico do setor, bem como criadas e avaliadas estratégias para a negociação coletiva deste ano.

“Nesta Campanha, nossa luta é pelo reajuste e aumento real dos salários, valorização do Piso e PLR, além do custeio sindical para fortalecimento das estruturas sindicais e equilíbrio do processo de negociação coletiva. Vamos manter a unidade de ação no objetivo maior de ampliar direitos em Convenção Coletiva, melhorando condições nos ambientes de trabalho, com qualidade de vida, qualificação profissional, saúde e segurança.” Sergio Luiz Leite, Serginho Presidente da FEQUIMFAR e 1º secretário da Força Sindical

O evento dá início, oficialmente, à Campanha Salarial e Social dos 130 mil trabalhadores do setor industrial químico e plástico no Estado de São Paulo, distribuídos nos segmentos químicos, plástico, petroquímicos, abrasivos, fertilizantes, cosméticos, tintas e vernizes, entre outros.

Ao fim do Seminário, dirigentes da FEQUIMFAR e Sindicatos filiados irão aprovar uma pré-pauta de reivindicações que será levada às assembleias para aprovação dos trabalhadores.

“Na atual conjuntura política do país, muitos direitos estão em jogo, então é hora da unidade prevalecer e fortalecer as negociações coletivas da Campanha Salarial e Social do setor químico/plástico para que possamos assegurar nossas conquistas em Convenção Coletiva de Trabalho.” Edson Dias Bicalho, secretário geral da FEQUIMFAR e presidente do Sindicato Químicos de Bauru

“A classe trabalhadora tem enfrentado uma série de desafios, mas estamos dispostos para seguir em frente na luta pelos nossos direitos. Não vamos medir esforços nas assembleias para que nossas reivindicações sejam atendidas.” Jurandir Pedro de Souza, diretor financeiro da FEQUIMFAR e presidente do Sindicato dos Químicos de Itapetininga

Bandeiras de Luta
Manutenção e ampliação dos direitos sociais e trabalhistas
Previdência Social digna
Defesa do Emprego
Reajuste Salarial
Aumento Real e PLR
Trabalho Decente
Saúde e Segurança
Qualificação Profissional
Igualdade de Oportunidades
Proteção a maternidade
Fim do assédio moral e sexual
Fortalecimento da Estrutura Sindical

A data base da categoria é 1º de Novembro e os Químicos da Força contam com o apoio da central Força Sindical, CNTQ e da IndustriALL Global Union nesta Campanha Salarial e Social.

Deixe uma resposta