Trabalhadores do setor industrial farmacêutico conquistam aumento real

0
717

Lideranças da FEQUIMFAR e Sindicatos filiados que integram a Campanha Salarial e Social dos trabalhadores nas indústrias farmacêuticas no estado de São Paulo estiveram reunidas hoje e, diante dos resultados das assembleias na base, aprovaram a proposta patronal apresentada pelo SINDUSFARMA.

“Os trabalhadores obtiveram um reajuste salarial com um aumento real de 0,97%, e também conquistaram reajustes na Participação nos Lucros e Resultados (PLR), no Piso Salarial e no auxílio alimentação. Vale lembrar que esta Convenção Coletiva de Trabalho também garante cláusulas sociais como jornada semanal de trabalho de 40 horas, licença maternidade de 180 dias, medicamentos gratuitos e/ou subsidiados, entre outras.”
Sergio Luiz Leite, o Serginho,
presidente da FEQUIMFAR e vice-presidente da Força Sindical

Agora que a categoria aprovou a proposta patronal, na próxima semana, representantes da FEQUIMFAR, Sindicatos filiados e do SINDUSFARMA deverão assinar a Convenção Coletiva de Trabalho.

Principais conquistas:

  • Reajuste Salarial de 4,40% (INPC de 3,40 + 0,97% de aumento real)
  • Teto: R$ 10.340,00 (reajuste de 7,11%)
    Acima do teto: Parcela fixa de R$ 454,96
  • Piso Salarial (Reajuste de 4,5%, sendo INPC de 3,40 + 1,06% de aumento real)
    Empresas com até 100 empregados
    R$ 2.117,91 (a partir de 01/04/2024)

    Empresas com mais de 100 empregados
    R$ 2.378,57 (a partir de 01/04/2024)
  • PLR (Reajuste de 4,5%, sendo INPC de 3,40 + 1,06% de aumento real)
    Para trabalhadores em empresas com até 100 empregados
    R$ 2.185,73 (a partir de 01/04/2024)

    Para trabalhadores em empresas com mais de 100 empregados
    R$ 3.032,61 (a partir de 01/04/2024)
  • Cesta Básica ou Vale-Alimentação
    Vale Alimentação Único de R$ 550,00 (10% de reajuste)

Deixe uma resposta