Em Sorocaba, empresa não cumpre acordo e trabalhadores cruzam os braços

0
531

Nesta sexta-feira, dia 27 julho, mais uma vez a empresa Aspro Plastic teve a sua produção paralisada, em virtude do não pagamento de direitos trabalhistas.

A paralisação,  que foi organizada pelo Sindicato dos Químicos  de Sorocaba e Região, contou com a participação, não só dos trabalhadores e trabalhadoras efetivos da empresa, mas também dos demitidos que, após serem dispensados ainda não tiveram 100% dos direitos rescisórios pagos, conforme previstos em lei.

Para a direção do Sindicato, não é a primeira vez que os gestores da fábrica tem a prática de descumprimento das suas obrigações com seus empregados e, por conta destas mazelas, a diretoria da entidade juntamente com trabalhadores e trabalhadoras desta empresa optaram pela realização da paralisação, sendo uma advertência aos gestores da empresa para que os impasses trabalhistas sejam solucionados.

Fonte: Imprensa do STI Sorocaba.

Deixe uma resposta