Federação dos Papeleiros SP e Sindicatos de Campinas, Bragança, Mogi Guaçu e Artefatos de SP filiam-se à Força Sindical

0
240

Filiação à Central, nesta segunda-feira (24), durante encontro na sede da Força Sindical. Durante o encontro, os sindicalistas também debateram o fortalecimento da negociação coletiva e a atualização do movimento sindical

Dirigentes da Federação dos Papeleiros SP e dos Sindicatos dos Papeleiros de Bragança Paulista, Campinas, Limeira, Mogi Guaçu, além do Sintrapel – Sindicato de Artefatos de Papel de São Paulo estiveram nesta segunda-feira (24) na sede da Força Sindical, com dirigentes da Força Sindical Nacional.

A pauta do encontro foi o fortalecimento da negociação coletiva, a modernização do movimento sindical, além das demandas da categoria dos Papeleiros.

Miguel Torres, presidente da Força Sindical, fez um breve resumo sobre a agenda em Brasília e os encontros com parlamentares e ministros para que as demandas dos trabalhadores sejam ouvidas e atendidas. “Hoje temos um governo que está de portas abertas e sempre disposto a nos atender e ouvir as nossas demandas”.

Na ocasião, a Federação e os Sindicatos de Bragança, Mogi Guaçu e Campinas  e o Sintrapel – Sindicato de Artefatos de Papel de São Paulo formalizaram a filiação à Força Sindical. “A escolha de filiação à Força Sindical é fundamentalmente pela representatividade e atuação da Central em defesa dos interesses dos trabalhadores a nível nacional”, disseram os sindicalistas ao justificar a escolha.

José Roberto (Betinho), presidente da Federação dos Papeleiros SP ressaltou que fazer parte da Força Sindical é uma escolha para organizar nossa categoria. O sindicalista lembra que hoje 29 sindicatos fazem parte da Federação com uma data-base. “Nossa categoria precisa estar ao lado de uma Central forte e atuante para juntos trabalharmos em defesa dos direitos dos trabalhadores.”

Miguel recebeu com muita alegria a chegada de uma categoria tão expressiva que, segundo ele, com certeza vai somar e fortalecer ainda mais a luta pelos direitos. “Vamos trabalhar juntos para que esta categoria seja ainda mais representativa não só em São Paulo, mas a nível nacional”, destacou o líder sindical.

O vice-presidente da Força Sindical, Sérgio Luiz Leite (Serginho) também comemorou muito a chegada dos novos filiados. “Uma categoria expressiva e atuante que resistiu a reforma trabalhista e manteve não só os postos de trabalho, mas também os direitos dos trabalhadores. Vai somar muito com a luta da nossa Central”, destacou Serginho.

Geraldino dos Santos Silva, Secretário de Relações Sindicais que este é o ponto de partida para que esta categoria tão representativa seja incorporada a Força Sindical a nível nacional. “Hoje damos início a estruturação de um importante setor dentro da nossa Central”.

Também estavam presentes na reunião os integrantes da direção nacional Valclécia Trindade e Márcio Vilalva.

Fonte: Imprensa da Força Sindical.

 

Deixe uma resposta