Nota da Força Sindical: contra medida que pede aprovação de marido para inserção de DIU em mulher casada

0
194

A direção da Força Sindical repudia veementemente a medida adotada pelos os postos de saúde da cidade de São Paulo que, seguindo ordens da Prefeitura, estão solicitando autorização do marido para inserção do DIU (Dispositivo Intra Uterina), um método contraceptivo de longa duração, em mulheres casadas.

É um absurdo e vergonhoso, em pleno século 21, após tantos avanços nas conquistas de direitos femininos, que o próprio poder público adote uma postura autoritária e retrógrada ao exigir o consentimento da figura de um esposo para a realização de um procedimento que tem a ver com a saúde e o corpo da mulher.

O corpo da mulher pertence a ela e somente ela deveria ter autoridade sobre ele. É importante ressaltar que o Brasil ratificou, em 1994, a convenção sobre a eliminação de todas as formas de discriminação contra as mulheres, garantindo que elas tenham direitos sobre a utilização de métodos contraceptivos sem discriminação.

Miguel Torres
Presidente da Força Sindical

Maria Auxiliadora dos Santos
Secretária de Políticas Públicas para as Mulheres da Força Sindical

Deixe uma resposta