Trabalhadores do setor industrial farmacêutico conquistam reajuste salarial com aumento real

0
673

A Campanha Salarial e Social dos trabalhadores nas indústrias farmacêuticas do estado de São Paulo está sendo encerrada com vitória dos trabalhadores

“Conseguimos significativos avanços nas negociações coletivas com a Bancada Patronal garantindo aumento real nos salários, na PLR, no auxílio alimentação e no Piso. Além disso, mantivemos direitos importantes como a jornada semanal de trabalho de 40 horas, licença maternidade de 180 dias, medicamentos gratuitos e/ou subsidiados, Grupos de Trabalho de negociação permanente, entre outras.”
Sergio Luiz Leite, Serginho,
Presidente da FEQUIMFAR e
Vice-presidente da Força Sindical

Lideranças da FEQUIMFAR, Sindicatos e representantes patronais do SINDUSFARMA assinam hoje a Convenção Coletiva de Trabalho que vai reajustar os salários de mais de 16 mil trabalhadores do setor. O documento será firmado de forma eletrônica.

“A participação dos trabalhadores nas assembleias foi muito importante para que pudéssemos avançar nesta Campanha Salarial em que conseguimos manter direitos adquiridos em Convenção Coletiva de trabalho e garantir importantes reajustes salariais.”
Edson Dias Bicalho,
secretário geral da FEQUIMFAR e
presidente do Sindicato dos Químicos de Bauru e Região

“Estamos entre as primeiras categorias a iniciar a Campanha Salarial. Nossa organização diante das negociações coletivas permitiu obter importantes conquistas em Convenção Coletiva de Trabalho, demonstrando a união entre entidades sindicais e trabalhadores.”
Antonio Silvan Oliveira,
presidente do Sindicato dos Químicos de Guarulhos e
CNTQ (Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Químico)

Principais conquistas dos trabalhadores (INPC do período ficou em 4,36%)

• Reajuste Salarial: 5,5% (com aumento real de 1,09%)

• Teto reajuste de 100% do INPC (INPC/IBGE do período ficou em 4,36%)
Acima do teto: Parcela fixa de R$ 433,97

Piso Salarial
Empresas com até 100 empregados
Reajuste de 5,5% no Piso Salarial (com aumento real de 1,09%)
Piso atual é R$ 1.921,05

Empresas com mais de 100 empregados
Reajuste de 5,5% no Piso Salarial (com aumento real de 1,09%)
Piso atual é R$ 2.157,48

PLR: reajuste de 100% do INPC
Para trabalhadores em empresas com até 100 empregados
Reajuste de 5,5% na PLR (com aumento real de 1,09%)
PLR atual é de R$ 1.982,57

Para trabalhadores em empresas com mais de 100 empregados
Reajuste de 5,5% na PLR (com aumento real de 1,09%)
PLR atual é de R$ 2.750,73

Cesta Básica ou Vale-Alimentação
Empresas com até 100 (cem) empregados
R$ 330,00 (10% de reajuste)

Empresas com mais de 100 (cem) empregados
R$ 500,00 (11,11% de reajuste)

Auxílio Home Office
Empresas com até 100 (cem) empregados
R$ 101,34
Empresas com mais de 100 (cem) empregados
R$ 113,81

• Cláusula de combate à violência doméstica (redação em construção)

Deixe uma resposta