Conselho da Previdência reduz juros do consignado para 1,8% ao mês

0
72

É a 3ª queda em 2023; novo teto passa a vigorar 5 dias úteis depois da publicação de resolução do colegiado

O Conselho Nacional de Previdência Social definiu redução do teto de juros do consignado nesta 2ª feira (4.dez)

O CNPS (Conselho Nacional de Previdência Social) aprovou nesta 2ª feira (4.dez.2023) uma nova redução do teto de juros do consignado para beneficiários do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Foram 14 votos favoráveis à mudança e só 1 contra –atrelado a representantes do setor financeiro.

Com isso, o limite para empréstimo com desconto em folha caiu de 1,84% para 1,80% ao mês. A decisão também reduziu o teto para as operações de cartão de crédito e de cartão consignado de benefício: houve queda de 2,73% para 2,67%.

Os novos percentuais passam a vigorar 5 dias úteis depois da publicação de resolução do colegiado. Esta é a 3ª redução aprovada em 2023.

O ministro da Previdência, Carlos Lupi, sinaliza uma nova redução do teto do consignado. “As taxas têm de continuar baixando. Se na próxima reunião do Copom [Comitê de Política Monetária do Banco Central] houver redução da taxa Selic, iremos propor a redução do teto de juros do consignado mais uma vez”, disse.

Atualmente, a taxa básica de juros está em 12,25% ao ano.

SOBRE O CNPS

O Conselho Nacional de Previdência Social integra o Ministério da Previdência. Estão entre suas funções:

•          estabelecer diretrizes gerais, participar, acompanhar e avaliar sistematicamente a administração previdenciária; e

•          apreciar as decisões de políticas relacionadas à Previdência Social.

Fonte: Poder 360  

Deixe uma resposta