Raízen apresenta proposta ruim para trabalhadores no setor do etanol

0
286

Nesta tarde, lideranças dos Sindicatos dos Químicos de Bauru, Botucatu, Marília, Araçatuba e Ipaussu estiveram reunidos com representantes da Raízen para mais uma rodada de negociação da Campanha Salarial dos trabalhadores no setor de produção de etanol.

A Bancada dos Trabalhadores recebeu a seguinte proposta patronal: reajuste salarial  de 8% (aplicado em Maio) e 4,14% (aplicado em Setembro).

O grupo apresentou uma contraproposta baseada nos Acordos Coletivos que estão sendo firmados com demais usinas do estado de São Paulo: 12% de reajuste de uma única vez.

Porém, a Bancada Patronal rejeitou a contraproposta.

Edson Dias Bicalho, secretário geral da FEQUIMFAR e presidente do Sindicato dos Químicos de Bauru e Região, diz que a categoria está mobilizada e luta pela recomposição dos salários: “A alta da inflação tem corroído o poder de compra dos salários e é importante que possamos recuperá-lo, por isso, estamos no aguardo para que a proposta apresentada possa ser revista e melhorada.”

 

Deixe uma resposta